Assistência social certifica mais de 140 adolescentes em cursos de qualificação profissional

Por Da Cidade 20/10/2016 - 00:25 hs
Foto: Andreia Seullner

A Prefeitura de Botucatu promoveu na noite da última terça-feira (18), no Cine Teatro Nelli, a cerimônia de entrega de certificados aos adolescentes que concluíram cursos de qualificação profissional promovidos pela Secretaria Municipal de Assistência Social.

As atividades foram realizadas de março a setembro de 2016 e contaram com a participação de 144 adolescentes que frequentam os Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, executados nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) e nas unidades de Atendimento às Famílias de Vitoriana, Jardim Aeroporto e Parque Imperial. Eles puderam escolher de três a quatro cursos, com carga horária de  8 a 36  horas.

A empresa Microlins – Cuesta Desenvolvimento Pessoal e Profissional foi contratada e disponibilizou cursos para que os adolescentes escolhessem os de seus interesses. Os mais procurados foram: Rotinas Administrativas, Recursos Humanos, Operador de Telemarketing, Área de Informática, Agente de Vendas, Operador de Caixa, Hotelaria, Turismo, entre outros.

“Nosso objetivo com a realização destes cursos é capacitar os adolescentes para que eles adquiram novos conhecimentos e assim proporcionar uma melhor qualidade de vida. Foram oferecidos diferentes cursos para eles escolherem quais eram de seus interesses. Quero parabenizar aos 144 formandos que concluíram as atividades e deram este importante passo para a vida profissional”, enfatiza a secretária de Assistência Social, Amélia Maria Sibar.

Mudando vidas

Mãe de uma menina de 3 anos, a adolescente Tainara Aparecida Rodrigues, de 17 anos, relata que graças ao Cras Leste, sua vida teve uma nova perspectiva e mudou para melhor. “Quando cheguei à unidade, no começo deste ano, eu achei que não era possível, pois fazia três anos que estava fora da escola e lá fui muito bem acolhida. Hoje concluí os cursos de Rotinas Administrativas, de Assistente Contábil e também retomei os estudos. Acredito que agora vou conseguir um emprego e proporcionar uma vida com mais qualidade para minha filha”, comenta.

Marco Vinícius Coelho, frequentador da unidade do Jardim Aeroporto, também teve sua história de vida transformada pela Secretaria de Assistência Social do Município. “Antes de frequentar o Cras conheci muita coisa ruim nas ruas e após entrar na unidade mudei bastante nos últimos três anos. Só tenho a agradecer pelas oportunidades de fazer os cursos que me proporcionaram meu primeiro emprego”, conta.