Botucatu: Prefeito eleito diz que defende novo conceito de gestão na saúde

Por DaCidade 17/10/2016 - 15:05 hs

Botucatu: Prefeito eleito diz que defende novo conceito de gestão na saúde
Imagem divulgação

O prefeito eleito em Botucatu com mais de 58% dos votos válidos, Mario Eduardo Pardini Affonseca (PSDB), quer rever o atual modelo de gestão da saúde para tentar reduzir o tempo de atendimento nas unidades e aumentar os índices de resolutividade. Ele também estuda conceder vales-creches para mães que não conseguem vaga para os filhos.

Pardini, que é superintendente da Sabesp, elegeu-se com 39.045 votos contra 21.663 do principal concorrente, o ex-prefeito Mario Ielo (PDT), que tentava retornar ao comando do Executivo. Ele conta que filiou-se ao PSDB e aceitou o desafio de disputar esta eleição a convite do atual prefeito João Cury Neto e do governador Geraldo Alckmin.

O prefeito eleito ressalta que, nos últimos anos, Botucatu ganhou dois prontos-socorros e dois hospitais e que, em breve, contará também com uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). “Mesmo assim, uma das grandes reclamações da população ainda é em relação à saúde”, diz. Na opinião dele, essa área demanda um conceito de gestão novo.

“Eu acho que a gente tem que melhorar a gestão da saúde. E gestão significa reduzir tempo de atendimento, melhorar os indicadores de resolutividade e, também, prestar um serviço de saúde melhor. E acompanhar a satisfação dos nossos pacientes diariamente para que a gente possa entender onde e como a gente pode melhorar”, afirma.

Entre as propostas de Pardini, está a ampliação no horário de atendimento dos postos de saúde para evitar sobrecarga nos prontos-socorros. Ele também defende o aumento na fiscalização do transporte público e investimentos em obras que melhorem a fluidez do trânsito. “Precisamos trazer soluções de mobilidade urbana para o município”, declara.

O futuro prefeito explica, ainda, que quer reduzir a lista de espera por vagas em creches municipais. “A gente quer fazer parcerias com escolas particulares e, quem sabe, empoderar as famílias instituindo um vale-creche até que a gente construa as seis creches que a gente precisa construir para, definitivamente, zerar essa lista de espera”, anuncia. Para incentivar a geração de emprego e renda, Pardini revela que irá investir na qualificação e requalificação da mão de obra local. Com o objetivo de adequar as receitas às despesas, ele estuda a possibilidade de fundir algumas secretarias de governo e rever alguns cargos comissionados. “Mas sem prejuízo na qualidade do serviço prestado”, ressalta.