Mário Ielo e Caco Colenci oficializam campanha juntos

Por Maria Luísa Bergamasco 12/07/2016 - 18:42 hs

Oficialmente, nessa terça-feira (12), foi realizada a união de Mário Ielo - Partido Democrático Trabalhista (PDT) e Caco Colence - Partido Verde (PV), para prefeito e vice de Botucatu. O evento ocorreu por volta das 10h no Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas.

Para apresentação dos candidatos, estavam presentes na mesa principal: Rodrigo Biasotti, Caco e a esposa Bibiana, Márcia Rossato - Presidente do partido da Mulher, Carlos Negrisoli, Mário e a esposa Rose Ielo.



Colence começou com os agradecimentos e comentando, na sequência, que o diferencial do PV é a democracia partidária, onde nada é imposto nas candidaturas, e sim, discutido.

Posteriormente, a palavra foi concedida à Ielo, que ressaltou sobre o principal tema da campanha dos partidos, sendo este o olhar para população mais carente: “A cidade é um todo, ou seja, passa por todas as classes sociais. Precisamos também pensar em atender os mais necessitados”, explicou Ielo. Ele ainda acrescentou que um dos primeiros atos à serem realizados seria dar soluções salariais melhores para os funcionários, bem como implantar novas políticas de governo.  “Vamos olhar para o ser humano que está sendo atendido nos postos de saúde, pelos órgãos públicos da prefeitura. Seja com grandes obras ou na infraestrutura de base, sempre pensamos na melhoria da cidade, mas tem um fator que nos une, que é gerar emprego para os botucatuenses. Sabemos da crise econômica e política, portanto, para enfrentar tudo isso a palavra é união.”

Além disso, foi ressaltado que ambos estão abertos para receber qualquer partido, desde que o objetivo seja acreditar na cidade. “Estamos numa campanha diferente, acabou essa polarização de PSDB E PT, precisamos olhar para frente [...] Sempre deixei claro para o partido em que eu estava antes que o principal é a minha cidade. Não podemos perder tempo aprendendo como funciona a administração, precisamos dar uma resposta rápida à população.”

No final houve abertura para a imprensa e os demais presentes tirarem suas respectivas dúvidas.