São Paulo aposta suas fichas numa nova dupla: Alan Kardec e Pintado

Auxiliar técnico dedica tempo ao jogador: carinho, conversas e cobranças para tentar recuperar melhora fase do atacante, que será titular na estreia do Brasileirão, domingo

Por DaCidade 14/05/2016 - 17:17 hs
Foto: Marcelo Hazan
São Paulo aposta suas fichas numa nova dupla: Alan Kardec e Pintado
Pintado e Alan Kardec (de frente), junto com Rodrigo Caio, conversam em treino no CT do São Paulo

Alan Kardec e Pintado. Um é atacante, o outro volante. Um joga futebol, o outro foi atleta nos anos 90. Mas trata-se de uma dupla entrosada que, vira e mexe, tabela no CT da Barra Funda. Não com a bola nos pés, mas com mãos nos ombros e conversas ao pé do ouvido. O auxiliar técnico tem sido um dos grandes companheiros na tentativa de retomada da boa fase do centroavante, que será titular na estreia do São Paulo no Brasileirão, contra o Botafogo.

É muito comum vê-los deixando juntos o gramado depois dos treinos. Pintado cumpre uma determinação da diretoria, que nem pensa em perder Kardec. Primeiro porque Calleri, o titular, só ficará até 30 de junho, a não ser que o Tricolor elimine o Atlético-MG e avance à semifinal da Libertadores. Nesse caso, seu contrato pode ser prorrogado por mais um mês.

Mas, principalmente, pelo receio de que mais uma vez um jogador seja "abandonado" pelo clube e tenha sucesso num rival, como já aconteceu com Arouca, Jadson, entre outros.

– O mais importante é lembrar a esses jogadores que eles têm qualidade, e o São Paulo não vai abandoná-los em momento algum, principalmente nos mais difíceis. Vamos dar todo apoio. É um pedido da diretoria resgatar jogadores que passam por momentos não tão bons. Já fiz isso com outros, com o Michel Bastos, estamos sempre próximos. É uma das minhas responsabilidades – afirmou Pintado, contratado depois da chegada de Luiz Cunha à direção de futebol.

Kardec começou 2016 com a perspectiva de ser um dos líderes do São Paulo pós-aposentadoria de Rogério Ceni. Em menos de um mês, viu Calleri chegar, teve o primeiro gol da equipe no ano incorretamente anulado e perdeu a posição para o argentino enquanto se curava de uma amigdalite. Como se o mundo tivesse desabado. Houve efeito em suas atuações, abaixo do que ele costuma produzir. O atacante fez apenas um gol na temporada, contra o Santos, no Paulista.

O Pintado me ajuda muito no dia a dia, diretamente, conversando e cobrando. A parte de psicologia é muito boa
Alan Kardec

 – Não é fácil (controlar a ansiedade), mas com grandes profissionais ao lado você fica mais tranquilo. Não foi fácil pelas oportunidades que escaparam por motivo de força maior. O Pintado me ajuda muito no dia a dia, diretamente, conversando e cobrando. A parte de psicologia é muito boa. Tenho que ter o pé no chão e saber o momento de conversar com as pessoas. Isso tem me ajudado muito para estar tranquilo e mostrar meu potencial em campo – disse o atacante.

Pintado defende que não se pode considerar ruim a fase de Kardec porque ele tem tido pouco tempo em campo, fruto do bom rendimento de Calleri e do time titular que se encaixou sem ele. A ordem, então, é não deixar que jogadores outrora acostumados a estarem sempre em campo desanimem com a sequência longe da equipe.

– Também já falei isso para o Lucão. O cara que tem menos oportunidades acaba jogando o jogo mais importante. Tenho sonhado com isso junto com o Kardec, com o Michel eu vi acontecer. Vamos precisar deles nos momentos mais importantes, e eles vão decidir. O Kardec entrando bem preparado, com a qualidade que tem, pode nos dar títulos. Eu realmente acredito nisso.

Contra o Botafogo, o São Paulo terá reservas em campo. Os titulares serão poupados para a segunda partida das quartas de final da Libertadores, quarta-feira, diante do Atlético-MG. No Independência, o Tricolor precisará de um empate ou uma derrota por um gol de diferença, desde que faça pelo menos um gol, para chegar à semifinal.

Veja as informações do Tricolor para o jogo contra o Botafogo neste domingo:

Local: Raulino de Oliveira, Volta Redonda-RJ
Data e horário: domingo, 11h (de Brasília)
Escalação provável: Renan Ribeiro; Auro, Lugano, Lyanco e Matheus Reis; Banguelê, Lucão, Wilder, Lucas Fernandes e Centurión; Alan Kardec
Desfalques: Carlinhos, Caramelo, João Schmidt, Breno e Daniel
Transmissão: Premiere, Premiere HD e PFCI (com Eduardo Moreno e Carlos Eduardo Lino)
Arbitragem: Braulio da Silva Machado, auxiliado por Neuza Ines Back e Helton Nunes (todos de Santa Catarina)