Massa e Nasr perdem para companheiros, mas apostam em tática melhor no GP

A classificação para o GP da China não foi das melhores para os pilotos brasileiros.

Por DaCidade 16/04/2016 - 16:01 hs
Foto: UOL Esporte
Massa e Nasr perdem para companheiros, mas apostam em tática melhor no GP
GP da China

A classificação para o GP da China não foi das melhores para os pilotos brasileiros. Ambos foram amplamente superados por seus companheiros de equipe e ficaram pelo caminho ainda na segunda parte do treino: Felipe Massa vai largar em 10º e Felipe Nasr, em 16º.

Massa foi um dos pilotos pegos de surpresa pelo fim prematuro da segunda parte da classificação, depois que Nico Hulkenberg causou uma bandeira vermelha com pouco mais de um minuto para o término da sessão. Com isso, o brasileiro não teve tempo de completar sua segunda tentativa e, como não havia feito uma boa primeira volta, se classificou em 11º e ficou de fora do top 10 pela primeira vez no ano. Seu companheiro, Valtteri Bottas, levou a Williams ao quinto lugar.

Apesar da posição ruim no grid, o 10º lugar - ganho após a confirmação de uma punição a Hulkenberg - significa que Massa será o primeiro entre os que podem escolher os próprios compostos na largada, o que poderia ser uma vantagem ao longo da corrida. 

"Não é a posição em que eu queria estar", disse Massa. "Tive um pouco de azar com a bandeira vermelha, mas na corrida nunca se sabe. Temos de tentar fazer nosso melhor. Tomara que eu escolha os compostos certos de pneu."

Nasr, por sua vez, ficou contente por ter conseguido passar pelo Q1 pela primeira vez no ano, mas acabou sendo mais de 1s5 mais lento que o companheiro de Sauber Marcus Ericsson no Q2.

"Sinto que eu fiz uma volta muito boa, ainda que esteja sofrendo com alguns problemas nas freadas, como aconteceu nas duas primeiras corridas. Estou confiante de que a equipe vai resolver isso logo", salientou o brasileiro, que deve ter um novo chassi já na próxima etapa, na Rússia. "A corrida pode ser interessante, com as diferentes escolhas de estratégia, especialmente pela velocidade de degradação do pneu supermacio."

O GP da China tem largada às 3h do domingo, pelo horário de Brasília.

FONTE: UOL