Botucatu: Postos de Saúde abrem neste sábado para o ‘Dia D’ da campanha contra a gripe

Basta que a pessoa se desloque até a unidade de saúde de referência da sua região, com a carteira de vacinação em mãos.

Por Redação 11/05/2017 - 11:06 hs
Foto: Divulgação

Este sábado (13) é o "Dia D” da 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe. Por este motivo todos os postos de saúde de Botucatu estarão abertos, das 8 às 17 horas. Basta que a pessoa se desloque até a unidade de saúde de referência da sua região, com a carteira de vacinação em mãos. 

Além disso, equipes da Secretaria Municipal de Saúde estarão na zona rural, em horários específicos em cada bairro ou fazenda [veja abaixo]. Pacientes acamados, que fazem parte do grupo de risco e não conseguem se deslocar até o local de vacinação, podem entrar em contato com a unidade de referência para que uma equipe de saúde possa se deslocar até a residência da pessoa e, assim, a vacina seja aplicada.

Desde o dia 17 de abril, a vacina contra a gripe está disponível nos postos de vacinação para crianças de seis meses a menores de 5 anos; pessoas com 60 anos ou mais; trabalhadores de saúde; gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto); pessoas com doenças crônicas [poderão ser vacinadas mediante indicação médica ou receita do medicamento que faz uso], professores [devem apresentar documento que comprove a categoria profissional]; população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional; e povos indígenas.

Em Botucatu, até o momento, já foram vacinados mais de 12,3 mil pessoas (dentro dos grupos prioritários) de um total estimado em pouco mais de 33 mil pessoas, ou seja, cobertura de 37%. De acordo com o Ministério da Saúde, apenas 13,6 milhões de brasileiros procuraram os postos de saúde em todo o País. O número representa 27,5% do público-alvo, formado por 54,2 milhões de pessoas consideradas mais vulneráveis para complicações da gripe. A campanha segue até o dia 26 deste mês.

 

Vacina é segura

A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza. A vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da OMS (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B).

 

Prevenção e sintomas - A transmissão dos vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). 

À população em geral, o Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples como medida de prevenção para evitar a doença, como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto; não compartilhar objetos de uso pessoal; além de evitar locais com aglomeração de pessoas. É importante lembrar que, mesmo pessoas vacinadas, ao apresentarem os sintomas da gripe - especialmente se são integrantes de grupos mais vulneráveis às complicações - devem procurar, imediatamente, o médico. 

Os sintomas da gripe são: febre, tosse ou dor na garganta, além de outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.

 

Reações – Após a aplicação da vacina, podem ocorrer, de forma rara, dor no local da injeção, eritema e enrijecimento. São manifestações consideradas benignas, cujos efeitos costumam passar em 48 horas. A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores ou para pessoas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados. É importante procurar o médico para mais orientações.

 

Mais informações

Secretaria Municipal de Saúde

Rua Major Matheus, 7 – Vila dos Lavradores

Tel.: (14) 3811-1100

 

HORÁRIOS DE VACINAÇÃO NA ZONA RURAL NESTE SÁBADO (13)

 

JARDIM AEROPORTO

Colônia Santa Marina (Clube Japonês): 9h45 – 10 horas

Sítio Pinheiro: 10h15 – 10h30

Fazenda São José: 10h45 – 11 horas

Fazenda Três Sinos: 14h15 – 14h30

Bairro Demétria (Escola Aitiara): 14h45 – 15 horas

Green Valley            15h15 – 15h30

 

RUBIÃO JUNIOR

Fazenda Flamboiã: 9h30 – 10 horas

Fazenda São Luiz: 10h30 – 11 horas

Monte Alegre: 11h30 – 12 horas

Faxinal: 13h30 – 14 horas

Loteamento Belinda:          14h30 – 14h45

Bar da Nédima (Chaparral): 15 horas – 15h30

Califórnia (Ponto de Ônibus): 16 horas – 16h30

 

VITORIANA

Rio Bonito (Unidade de Saúde): 9 horas – 10 horas

Porto Said: 10h15 – 11h15

Mina (Unidade de Saúde): 11h30 – 12h30

Alvorada da Barra (Unidade de Saúde): 13h45 – 15 horas

Porto de Areia Rays: 15h15 – 15h45