HCFMB realiza Transplante Autólogo de Células Tronco com sucesso

Transplante utiliza próprias células-tronco do paciente para tratar células cancerígenas.

Por Redação 13/03/2017 - 16:05 hs
Foto: Divulgação
HCFMB realiza Transplante Autólogo de Células Tronco com sucesso
Paciente foi o quinto transplante realizado no HCFMB.

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) realizou com sucesso um Transplante Autólogo de Células Tronco, transplante que utiliza as próprias células-tronco do paciente para tratar células cancerígenas.

Há cerca de seis meses, o ex-porteiro João Pereira Alves, de 68 anos, foi diagnosticado com uma doença chamada Mieloma Múltiplo, um tipo de câncer que se origina da medula óssea e é incurável. Com uma capacidade funcional importante, entendimento de sua doença e principalmente muita vontade de viver, seu João teve uma atitude extremamente pró-ativa em relação a seu tratamento, e a equipe de transplantes de células tronco decidiu que o paciente estava apto ao transplante.

Segundo o hematologista do HCFMD Dr. Lucas Cantadori, o tratamento do Mieloma Múltiplo envolve a quimioterapia, que se consolida com o transplante. “Apesar do Mieloma Múltiplo ser incurável, o Transplante Autólogo de Células Tronco, quando indicado, é parte importantíssima do tratamento, pois aumenta significativamente o tempo de vida do paciente”, explica.

Seu João falou sobre seu tratamento. “Quando recebi o diagnóstico de câncer, subitamente me vi a frente de uma grande montanha, que deveria ser escalada. No topo, eu encontraria a cura”, disse.

Cada dia foi um passo não só na jornada de seu João, mas de toda a equipe do HCFMB que atuava no tratamento, o que resultou no sucesso do procedimento. “Graças ao esforço e determinação não só do paciente, mas de toda a equipe, que não engloba somente os médicos, mas toda a enfermagem, o Hemocentro, a Citometria, a Odontologia e a Psiquiatria do HCFMB, seu João teve alta após 25 dias de internação”, conta Dr. Lucas.

“Sinto que estou muito perto de terminar essa jornada. Já consigo ver a bandeirinha cravada lá em cima, no topo da montanha. É hora de alcançá-la”, disse seu João, ao saber o resultado do tratamento.

O paciente foi o quinto transplante realizado no HCFMB, recentemente iniciado no Hospital. Até o momento, todos os pacientes que realizaram o procedimento passam bem.

Cantadori fala com carinho do tratamento do paciente. “Essa história nos tocou profundamente pelo exemplo de resiliência do seu João. E no dia em que tivemos certeza que o tratamento teve seu total efeito, fizemos uma bandeirinha para ele. Ele havia chegado ao topo”, finalizou.