Empresa São Dimas implanta sistema de telemetria e capacita motoristas

Sistema permitirá, entre outros benefícios, padronizar a operação; registrar a forma como os motoristas estão conduzindo os ônibus e reduzir o desgaste de peças, evitando problemas mecânicos.

Por Redação 24/02/2017 - 09:06 hs
Foto: 4 Toques
Empresa São Dimas implanta sistema de telemetria e capacita motoristas
Para o motorista Leandro Aparecido de Morais, 41, o curso sobre a telemetria é uma oportunidade para

A empresa São Dimas, que opera em parte das linhas do transporte coletivo de Botucatu, realiza um curso de aprimoramento que envolverá todos os seus motoristas. A capacitação, que terá duração de cinco semanas, com aulas de 1h30 duas vezes por semana em turmas de 20 pessoas, teve início nesta quinta-feira, 23, na sede da empresa.

O treinamento é ministrado pela empresa Track 7, especializada em Telemetria e Gestão de Frotas. Todos os ônibus urbanos da São Dimas já estão equipados com um aparelho de telemetria que permitirá, entre outros benefícios, padronizar a operação; registrar a forma como os motoristas estão conduzindo os ônibus para que sejam feitas eventuais correções de comportamento, possibilitando uma viagem mais tranquila aos usuários; melhorar a gestão das rotas e reduzir o desgaste de peças, diminuindo assim as chances de problemas mecânicos.

“Implantamos, há seis meses, esse sistema de telemetria nos ônibus da nossa empresa em Belo Horizonte. Sentimos uma melhora significativa no desgaste dos veículos e no padrão de operação dos motoristas”, destaca Raphael Ferreira Silva, proprietário da São Dimas Transportes.

Para o motorista Leandro Aparecido de Morais, 41, que há quatro anos trabalha na São Dimas, o curso sobre a telemetria é uma oportunidade para ele e seus colegas se aprimorarem. “Se melhorarmos a maneira como dirigimos, certamente será melhor para a empresa e também para os passageiros”, comenta.

João Paulo Floriano de Paula, 27, motorista da empresa há quatro anos, defende a necessidade de se padronizar a forma como ele e os colegas de função dirigem os ônibus, evitando assim desgaste desnecessário de peças - o que pode gerar panes mecânicas. “Esse curso é importante, pois com o monitoramento vamos passar a trabalhar de acordo com o que a empresa espera de nós. Vamos nos profissionalizar ainda mais”, salienta.

Sobre a trajetória da São Dimas em Botucatu

A São Dimas vendeu, em março de 2015, a integralidade de sua participação na empresa Reta Rápido Transportes Ltda., deixando de operar em Botucatu. No entanto, os então gestores da Reta Rápido continuaram a utilizar, indevidamente, o nome da São Dimas no período entre a data da transferência da empresa e janeiro de 2017, quando os antigos donos reassumiram o comando.

Várias providências já foram tomadas pela atual direção da São Dimas para melhorar os serviços prestados à população. Tem sido feita constantemente a manutenção corretiva e preventiva dos veículos em operação, toda a frota atualmente está em circulação e, em breve, quatro novos carros estarão nas ruas.

“Ao contrário do que acontecia com os donos anteriores, os atuais diretores têm pago nossos salários em dia e estão sempre abertos a conversar com os funcionários. Estão dispostos a melhorar tanto para a gente, quanto para a população”, avalia o motorista Leandro Morais.

Opinião semelhante é do motorista João Paulo. Ele lembra que durante a gestão anterior, todos os funcionários eram muito cobrados pelos patrões, mas raramente tinham seus direitos garantidos. “Além dos salários ficarem sempre atrasados, eles não trocavam as peças dos ônibus, o que fazia com que a gente perdesse viagens por conta de defeitos mecânicos. Agora, temos uma gerência aberta a conversar e a resolver os problemas apresentados”, garante.

Ambos os motoristas observam que as mudanças de gestão na São Dimas estão refletindo no atendimento à população, que já notou a diferença. “Os ônibus estão quebrando bem menos. E temos explicado para os usuários os motivos dessa melhora”, conta João Paulo.