“Meu bairro de cara nova” promove mutirão de limpeza no Jd. Monte Mor

Secretário de Infraestrutura, André Peres, responsável por comandar as ações, acompanhou o início dos trabalhos no local.

Por Redação 03/02/2017 - 15:00 hs
Foto: Divulgação

A Prefeitura de Botucatu, através da Secretaria Municipal de Infraestrutura, iniciou na quarta-feira (1) um grande mutirão de limpeza nas imediações do Jardim Monte Mor, região Norte da Cidade. Trata-se da primeira etapa do Programa “Meu Bairro de Cara Nova”, em 2017. A iniciativa, que já atendeu diversos bairros, congrega uma série de serviços e ações de zeladoria voltadas à melhoria da infraestrutura nessas localidades.  

Diversas equipes estão mobilizadas para executarem capina e roçada de áreas verdes e vias públicas; fiscalização de terrenos baldios e calçadas; recuperação do asfalto (tapa-buraco/recape); manutenção de guias, calçadas, galerias, bocas de lobo e iluminação pública; limpeza de bueiros; sinalização de trânsito (pinturas de solo e instalação de placas), entre outros serviços.

O secretário de Infraestrutura, André Peres, responsável por comandar as ações, acompanhou o início dos trabalhos no local. Segundo ele, se as condições climáticas forem favoráveis, o prazo para conclusão dos serviços é estimado em uma semana. 

“Vamos, inclusive, fazer a manutenção da estrada que vai para o Córrego Fundo, margeando o posto de saúde do Jardim Iolanda. Temos muito trabalho a ser feito. É o tipo de ação que enche os olhos e nos deixa muito satisfeitos, mobilizando equipes da prefeitura e da Monte Azul. Nossa intenção é criar condições para ampliar ainda mais esse trabalho, beneficiando todos os bairros de Botucatu”, declara Peres. 

A estrutura utilizada para garantir mais agilidade no atendimento das necessidades inclui três caminhões, retroescavadeira, mini pa carregadeira (bobcat) e dois tratores roçadeira.

“Desde que esse projeto foi lançado, os resultados têm sido muito satisfatórios. Só tenho a agradecer o empenho e o comprometimento de todos os funcionários. Estabelecemos um cronograma, dividindo a cidade em regiões e hoje temos equipes espalhadas por todos os cantos da cidade para atuar, principalmente, na questão do mato alto. O pessoal tem começado a trabalhar mais cedo porque no fim de tarde sempre vem chuva. Nossa Ideia é fechar toda a cidade em dois meses”, adianta Peres.