Pardini discute medidas para reduzir circulação de veículos pesados na Alcides Soares

Circulação de treminhões e de caminhões com carga acima do peso permitido fez com que em muitos pontos o asfalto cedesse, abrindo buracos e saliências.

Por Redação 21/01/2017 - 17:45 hs
Foto: Divulgação

O tráfego intenso de veículos pesados tem causado uma série de problemas e aumentado os riscos de acidentes na estrada vicinal Alcides Soares, principal via de ligação com o distrito de Vitoriana. Preocupado com a situação, o prefeito de Botucatu, Mário Pardini, reuniu-se com parte de sua assessoria nesta sexta-feira (20) para discutir uma série de medidas a serem implantadas para melhoria das condições no local.

A circulação de treminhões e de caminhões com carga acima do peso permitido fez com que em muitos pontos o asfalto cedesse, abrindo buracos e saliências que colocam em risco quem transita pela estrada. A falta de acostamento torna a situação ainda mais grave. Nos últimos dias tem sido comum treminhões que transportam madeira e cana de açúcar quebrados, impedindo o trânsito em pontos perigosos. 

“Tenho recebido várias reclamações sobre a situação na Alcides Soares. Inclusive o relato de uma pessoa que perdeu o pai em um acidente envolvendo um treminhão. Essa estrada não foi projetada para receber esse tipo de veículo. Temos que tomar providências para que a estrada seja mantida em condições adequadas ao tráfego. Do contrário outros acidentes graves acontecerão no local”, afirma Pardini. 

Ao final do dia, o prefeito e seu grupo de trabalho estiveram reunidos com representantes da Polícia Militar para discutir medidas que poderão ser adotadas para controlar e disciplinar o tráfego de veículos pesados na Alcides Soares. O capitão Alexandre Cagliari, comandante da 1ª Companhia da PM, colocou-se à disposição para colaborar e apresentou sugestões que serão avaliadas pelo Executivo Municipal.

Entre as propostas discutidas e que já encontram consenso para serem adotadas estão a proibição do tráfego de treminhões na vicinal Alcides Soares e adoção de mecanismos de fiscalização para garantir que os veículos de carga circulem dentro da tara (peso) permitida. Além disso, representantes das empresas que utilizam a estrada para escoamento de matéria prima e produtos utilizando veículos pesados serão chamados para uma reunião para discutir os problemas que envolvem a estrada. “Acho justo propor uma parceria para que a conservação da estrada aconteça de maneira perene. Vamos tentar avançar nesse sentido”, antecipa Pardini. 

Como muitos veículos também utilizam a vicinal como alternativa para desviar de rodovias onde existe pagamento de pedágio e controle de peso através de balança, a Prefeitura também levará o caso para discussão com a direção do DER (Departamento de Estradas de Rodagem), em São Paulo. “Vamos acionar o deputado Fernando Cury para agendar essa audiência. Precisamos coibir os excessos e o mau uso da estrada que vem acabando com o pavimento da Alcides Soares e oferecendo sério risco para as pessoas”, finaliza o prefeito.