Revitalização da orla transforma paisagem do Rio Bonito

A Prefeitura de Botucatu entregou na manhã de domingo (18) as obras de revitalização da Orla do Rio Bonito – “Nilton Luiz Prearo”.

Por Redação 19/12/2016 - 18:02 hs
Foto: Divulgação
Revitalização da orla transforma  paisagem do Rio Bonito
O projeto, orçado em R$ 2 milhões, foi financiado pela AES Tietê.

A Prefeitura de Botucatu  entregou na manhã de domingo (18) as obras de revitalização da Orla do Rio Bonito – “Nilton Luiz Prearo”. A solenidade reuniu bom público, incluindo autoridades públicas, familiares do homenageado, além de moradores, proprietários de ranchos e frequentadores do bairro rural, localizado a cerca de 30 km do centro de Botucatu.

A revitalização do trecho de 800 metros da orla incluiu novo calçamento com bloquetes na Avenida Gentil Lourenção, padronização das calçadas, ciclovia, pista para caminhada, sistema de iluminação, além de bancos, lixeiras e playground. 

Foram ainda construídos dois decks, que permitem a contemplação dos belos cenários da região banhada pelo Rio Tietê, além de uma passarela nas imediações da bica, píer para pesca, área para prática esportiva e academia ao ar livre.

Parceria

O projeto, orçado em R$ 2 milhões, foi financiado pela AES Tietê. O investimento foi viabilizado por conta de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado pela Prefeitura e a empresa referente à ocupação irregular de uma área da empresa por famílias de pescadores no Porto Said.

As partes entraram em entendimento e encontraram uma solução criativa para um grave problema de natureza social e ambiental. A Prefeitura adquiriu uma área e colocou à disposição da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) para a construção de um conjunto de casas para os pescadores. Em contrapartida, a AES Tietê comprometeu-se em financiar o projeto de revitalização da orla.

“Foi uma das melhores parcerias que nos já realizamos. A população de Botucatu e do Rio Bonito merece porque era uma área [orla] que estava bastante degradada. Vale ressaltar que estamos fazendo vários trabalhos em todos nossos reservatórios que contam em torno de 5 mil quilômetros lineares. É uma obra grande na qual já reflorestamos 3.400 hectares e temos em torno desta mesma quantidade pra reflorestar”, diz Antonio Carlos Garcia, gerente de ativos e reservatórios da AES Tietê.

“É um privilégio de ter um braço do Tietê como nós de Botucatu temos. A ideia [com esta revitalização] era fazer este ser mais um espaço de encontro das pessoas. Porém, era um espaço que estava muito a quem das oportunidades que ele poderia gerar de turismo e que precisava realmente de um grande investimento . E a agora a gente percebeu que a população já está se apropriando do espaço, ou seja, mudou completamente”, enfatiza o prefeito de Botucatu, João Cury Neto.

Saneamento

Mario Pardini, prefeito eleito para a gestão de Botucatu a partir de 2017, também esteve no evento e fez questão de enaltecer os investimentos em saneamento básico que têm sido realizados no Rio Bonito, iniciados ainda quando era superintendente da Sabesp.

“Estamos implantando aqui uma obra de R$ 5 milhões. Todos os coletores, interceptores, estações elevatórias de esgoto e também uma estação de tratamento de esgoto para sanear esta região do Rio Bonito. Sobre a orla, ficou linda. Resta vir caminhar, correr, praticar esporte com o sol e uma paisagem maravilhosa desta e desfrutar essa grande obra entregue”, comenta.

Aprovado pela população

Aqueles que moram ou apenas passam dias de lazer no bairro comemoram muito a entrega das obras de revitalização da orla. Todos ficaram maravilhados com cada detalhe, que transformou por completo a paisagem do bairro banhado pelo Rio Tietê.

“Conseguimos agora resgatar as famílias que não vinham mais para o Rio Bonito. Agora vemos as crianças brincando e as famílias passeando. Ficou organizado, bonito e seguro”, afirma Claudete Donini, servidora pública.

“Essa obra faz com que nós cuidemos mais deste lugar, que é ponto de encontro de todo mundo. O Rio Bonito se tornou um local mais lindo ainda e vamos lutar pra manter isto desta forma”, reflete Mara Destro, que há 26 anos tem rancho no bairro.

“Frequento o Rio Bonito desde moleque. Essa foi com certeza a maior mudança da minha vida. Não tem mais o que falar. Achei a coisa  mais linda esta orla toda iluminada de noite. É outra coisa. Minhas filhas até choraram de emoção de ver esta orla”, conta o rancheiro Antonio Carlos Vernini.

 

Sobre Nilton Luiz Prearo

Nascido em Botucatu, em 7 de julho de 1943, era filho de José Olindo Prearo e Zulmira Burzaca Prearo. Casou-se com Maria de Fátima Aparecida Prearo e tiveram um filho: Emerson Fernandes Tavares.

Servidor público municipal, admitido em 9 de janeiro de 1985 como administrador auxiliar, trabalhou na limpeza e manutenção das ruas e da orla do Rio Bonito, exercendo com zelo e dedicação seu trabalho, o que o tornou muito querido pelos frequentadores e rancheiros deste local.

Residiu por 37 anos no Rio Bonito onde deixou marcas profundas por sua atuação profissional e pelo círculo de amizades que construiu ao longo da vida. Faleceu em 23 de fevereiro de 1997.