Desafio Empreenda define vencedores em Botucatu

Evento será na próxima quarta-feira, dia 30, a partir das 18h30, no Parque Tecnológico; serão escolhidos os três melhores projetos.

Por Redação 24/11/2016 - 15:16 hs
Foto: Divulgação

Os três vencedores do Desafio Empreenda serão conhecidos na próxima quarta-feira, dia 30, a partir das 18h30, no Parque Tecnológico em Botucatu. A última fase do programa de empreendedorismo reunirá os dez projetos finalistas que passaram por todas as fases do programa, que começou em agosto na cidade.

Os dez finalistas terão três minutos de apresentação e mais dois minutos para responder as perguntas da banca avaliadora composta por representantes do Sebrae-SP, Núcleo de Empreendedorismo e Inovação (NEI), Parque Tecnológico, InovAtiva. SP Ventures, e do Instituto Inova de São Carlos, Desenvolve SP e empresários.

Os finalistas são: Alexandre Giannecchini Romagnolo com o projeto imunossensor para diagnóstico de Sangue Oculto nas Fezes (IDSOF); Fábio Moreira de Paula Barbara com o TEG - Tecnologia em grafite; Felipe Augusto Lameirinha Lins com o projeto B.A.N.E; Fernando Mora Gaspari com FitoTec - Extrato de Guaco; Halan de Matos Prosdocini com Newood - tecnologia em madeira plástica; José Gabriel da Silva Neto com o projeto Redirectorthermcontrol-RTC; Letícia Dragone com o Selante de Fibrina; Pedro Henrique Leonel Ferreira do projeto SmartGen; Renan Braga Gonçalves com o aplicativo para avaliação nutricional hospitalar e Yuzen Marin Kunisawa Carvalho com o projeto de verificador de adulteração em combustível.

Os 12 projetos que participaram da fase anterior já ganharam um período de pré-aceleração no Parque Tecnológico por seis meses, a partir de janeiro. O programa de empreendedorismo começou em agosto com palestras nas faculdades, que reuniram cerca de 600 pessoas em três dias. As outras fases incluíram cursos, oficinas e discussões sobre empreendedorismo. A partir do início do Desafio, os alunos participaram de oficinas para trabalhar a modelagem do modelo de negócios e a apresentação para a banca.

“O programa foi uma iniciativa inédita em Botucatu. A qualidade dos projetos apresentados surpreendeu com o grande potencial de negócio. Esse assunto ainda é uma novidade no meio acadêmico e estamos plantando uma semente”, afirma o analista do Sebrae-SP, Henrique Teixeira.

A iniciativa faz parte do Projeto HUB Sebrae, um programa de ações de empreendedorismo nas instituições de ensino de Botucatu que inclui atividades de capacitação e mentoria para o desenvolvimento de projetos e negócios. Mais informações: (14) 3811-1710 ou no site no Parque Tecnológico –http://parquebtu.org.br/