Pesquisa de opinião sobre ampliação do estacionamento rotativo para carros segue até sexta (25)

A ampliação é a solicitação de diversos lojistas junto às entidades representativas do comércio.

Por Redação 22/11/2016 - 16:59 hs
Foto: Divulgação
Pesquisa de opinião sobre ampliação do estacionamento rotativo para carros segue até sexta (25)
As pessoas poderão manifestar sua opinião acessando o site mobilidade@botucatu.sp.gov.br.

Segue até sexta-feira (25) a pesquisa de opinião que tem sido realizada pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semutran) para que a Prefeitura autorize a ampliação da área de cobertura do sistema de estacionamento rotativo pago para carros através de parquímetros. A ampliação é a solicitação de diversos lojistas junto às entidades representativas do comércio.

A proposta é que sejam incorporados ao sistema a Avenida Dom Lúcio, Rua Dr. Costa Leite e Rua General Telles - entre as ruas Prudente de Moraes e Velho Cardoso. As pessoas poderão manifestar sua opinião acessando o site mobilidade@botucatu.sp.gov.br ou pelo facebook.com/SemutranBotucatu. Outra opção é utilizar o telefone 3882-9888.  

Atualmente, a área onde funcionam os parquímetros disponibiliza cerca de 1.000 vagas com sistema de estacionamento rotativo pago. Por contrato, a área de expansão poderá atingir até 1.800 vagas. Vale ressaltar que a Lei nº 5.261, de 07 de junho de 2011, prevê que veículos de moradores que não possuam garagem receberão autorização específica para a utilização gratuita do estacionamento rotativo.

Abrangência e valores

A área de abrangência dos parquímetros na Vila dos Lavradores atualmente contempla: Rua Major Matheus [entre a Rua Milton Meris Jaqueta e Rua Vitor Atti]; Rua Tenente João Francisco [entre a Rua Galvão Severino e Rua Cesário Motta]; Rua Cruz Pereira, Braz de Assis, Floriano Simões, Cesário Motta [entre as Ruas Rodrigues César e Tenente João Francisco e Praça Levi de Almeida]. 

No Centro o serviço se estende na Rua Amando de Barros, Curuzu, João Passos e Floriano Peixoto até o início da Rua Tiradentes. Além das travessas da Rua Prudente de Moraes até a Djalma Dutra. O sistema funciona de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas, e aos sábados das 9 às 17 horas.

O valor do estacionamento por período é o seguinte: meia hora [R$ 1,00]; uma hora [R$ 2,00]; uma hora e meia [R$ 3,00]; e duas horas [R$ 4,00]. Os cartões inteligentes recarregáveis podem ser vendidos e programados considerando a tarifa inicial de R$ 1,00. A tarifa de pós-utilização, ou seja, aquela que o usuário paga caso tenha excedido o tempo de tolerância impresso no tíquete, hoje é de R$ 14,00.

Frota de carros

Com a limitação do período de uso, o serviço busca estimular a redução da incidência de veículos estacionados irregularmente, gerando assim maior rotatividade. Sistemas de estacionamento rotativo pago são comuns nas principais cidades do mundo como forma de solucionar a escassez de vagas, uma consequência do aumento estrondoso das frotas de carros. 

Para se ter ideia, em 2012, quando teve início o serviço de parquímetro em Botucatu, havia mais de 79,9mil veículos. Destes, 51 mil eram carros. Atualmente, a frota subiu para 94,9 mil, com 54,4 mil carros.

Mais informações

Em Botucatu, o serviço é gerido pela Autoparque do Brasil, que mantém uma Central de Atendimento ao Usuário na Rua General Telles, 1.331 - Centro. Para obter mais informações, o telefone de atendimento ao público da Autoparque é o (14) 3813-3983.