Após mais de dois anos, tarifas do parquímetro são reajustadas nesta segunda-feira (21)

O preço da hora de estacionamento foi reajustado de R$ 1,50 para R$ 2,00

Por Redação 21/11/2016 - 14:07 hs
Foto: Divulgação
Após mais de dois anos, tarifas do parquímetro são reajustadas nesta segunda-feira (21)
O tempo de tolerância impresso no tíquete, passa de R$ 11,00 para R$ 14,00
As tarifas do estacionamento rotativo pago (parquímetro) de Botucatu foram reajustadas nesta segunda-feira (21). É a segunda vez que os valores sofrerem alteração desde a implantação do sistema, em março de 2012. O último reajuste havia ocorrido em abril de 2014. O decreto 10.777, publicado nesta semana no Semanário Oficial do Município, detalha todas as mudanças.  
 
O valor do estacionamento pelo período de meia hora passa a ser de R$ 1,00. O preço da hora de estacionamento foi reajustado de R$ 1,50 para R$ 2,00. O motorista que estacionar por uma hora e meia passa a pagar R$ 3,00 e por duas horas o preço é de R$ 4,00.
 
Os cartões inteligentes recarregáveis poderem ser vendidos e programados considerando a tarifa inicial de R$ 1,00. A tarifa de pós-utilização, ou seja, aquela que o usuário paga caso tenha excedido o tempo de tolerância impresso no tíquete, passa de R$ 11,00 para R$ 14,00. 
 
A Autoparque do Brasil, responsável pelos parquímetros na Cidade, fez a solicitação de alteração nos valores, após mais de dois anos com as tarifas congeladas. Por lei, a empresa teria direito a reajuste anual nos preços praticados. De acordo com o gerente comercial da empresa, Cesar Mourão, a Autoparque do Brasil tem buscado contribuir com a mobilidade urbana e contemplar as necessidades dos usuários que buscam um modelo de estacionamento rápido e seguro. 
 
“Atuamos em Botucatu desde 2012, e neste período, houve um aumento na oferta de vagas através da limitação do período de uso, promovendo a rotatividade, a redução da incidência de veículos estacionados irregularmente, e ainda, a melhora da fluidez do tráfego nas principais ruas e avenidas do centro expandido do município”, explica.
 
A área de abrangência dos parquímetros na Vila dos Lavradores atualmente contempla: Rua Major Matheus, entre a Rua Milton Meris Jaqueta e Rua Vitor Atti; Rua Tenente João Francisco, entre a Rua Galvão Severino e Rua Cesário Motta; Rua Cruz Pereira, Braz de Assis, Floriano Simões, Cesário Motta, entre as Ruas Rodrigues César e Tenente João Francisco e Praça Levi de Almeida.
 
No Centro Rua Amando de Barros, Curuzu, João Passos e Floriano Peixoto até o início da Rua Tiradentes. Travessas da Rua Prudente de Moraes até a Djalma Dutra. O sistema funciona de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas, e aos sábados das 9 às 17 horas.
 
Ampliação
Tendo em vista a solicitação de diversos lojistas junto às entidades representativas do comércio, para que a Prefeitura autorize a ampliação da área de cobertura do sistema de estacionamento rotativo pago através de parquímetros, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana está realizando uma consulta para apurar o nível de interesse da população.  
 
A proposta é que sejam incorporados ao sistema a Avenida Dom Lúcio, Rua Dr. Costa Leite e Rua General Telles - entre as ruas Prudente de Moraes e Velho Cardoso. As pessoas poderão manifestar sua opinião acessando o site mobilidade@botucatu.sp.gov.br ou pelo facebook.com/SemutranBotucatu. Outra opção é utilizar o telefone 3882-9888.  
 

Atualmente, a área onde funcionam os parquímetros disponibiliza cerca de 1.000 vagas com sistema de estacionamento rotativo pago. Por contrato, a área de expansão poderá atingir até 1.800 vagas. Vale ressaltar que a Lei nº 5.261, de 07 de junho de 2011, prevê que veículos de moradores que não possuam garagem receberão autorização específica para a utilização gratuita do estacionamento rotativo.