Botucatu: Adotar uma causa pode transformar as pessoas e o mundo

Acreditar que os projetos sociais são capazes de criar oportunidades para crianças carentes se desenvolverem no mercado de trabalho é também colaborar para um país melhor

Por Maysa Santos 18/11/2016 - 17:26 hs
Foto: Maysa Santos
Botucatu: Adotar uma causa pode transformar as pessoas e o mundo
A AFRAPE desenvolve programas socioeducativos destinados à família, à infância e à adolescência

Existe um velho ditado que diz: “Não dê o peixe, ensine a pescar”. Criar oportunidades para que uma criança, um jovem e um adulto se desenvolvam profissional e pessoalmente é mais importante do que exigir que isso aconteça naturalmente, em um meio que oferece mais barreiras do que incentivos. Diante desse cenário, diversas ONGs e projetos sociais dedicam-se a ocupar o tempo ocioso de estudantes no contra turno escolar com atividades culturais e pedagógicas, gerando conhecimento e capacitação para a vida e principalmente para o mercado de trabalho.

O terceiro setor, responsável por esses projetos sem fins lucrativos contam com ajuda financeira advinda de programas do governo e também de doações individuais de pessoas físicas e jurídicas. No entanto, a maioria das pessoas que ainda tem a cultura de efetuar a doação em dinheiro faz apenas uma vez ou quando frequentemente, apenas por obrigação social. Mas é preciso ir além para realmente colaborar com uma causa. Acompanhar o desenvolvimento dos assistidos e acreditar que todos merecem ter as mesmas oportunidades para que o país cresça de forma justa.

Em entrevista cedida ao portal DaCidade, o Tesoureiro da Associação Fraternal Pelicano – AFRAPE, Miguel Jair Svícero ressaltou que os doadores precisam ter a consciência de que estão aplicando seu dinheiro para obter uma mudança social. “Investir em uma causa é criar oportunidades para outras crianças e com isso podemos mudar o país. Se você investir na educação de um jovem, você não vai ter um retorno direto para si, mas vai ter indiretamente. Cada vez que você deixa de trabalhar em prol de um adolescente, aumenta o número de internos na Fundação Casa. É isso que as pessoas não enxergam”, salientou.

Sobre a AFRAPE

A Associação Fraternal Pelicano – AFRAPE é uma associação civil de direito privado, sem fins econômicos, de caráter beneficente, educativo, cultural e de assistência social. Em funcionamento desde 2002 desenvolve programas socioeducativos destinados à família, à infância e à adolescência. Também planeja e executa atividades educativas para a capacitação e qualificação profissional de jovens e adultos. Com sede própria em Botucatu, direciona o seu atendimento aos moradores da zona norte da cidade e com renda familiar inferior a três salários mínimos.

Projeto Som e Luz

O projeto que atualmente atende 91 crianças e adolescentes permite que eles tenham um bom lugar, longe da rua e da vida ociosa. Uma vida melhor no contra turno escolar através de atividades educativas e culturais. Das aulas de reforço em matemática e português ao teatro e os esportes como Judô e Xadrez. Do aprendizado em informática ao contato direto com a música, o canto e a dança.

Capacitação Profissional

Através de cursos nas áreas de produção, serviços, gastronomia e tecnologia traz aos jovens e adultos uma oportunidade de qualificação para o mercado de trabalho e até para uma renda extra. São atendidos 350 homens e mulheres de 15 a 60 anos, gratuitamente.

Programa Cultural

Um programa que abrange a atuação de crianças, jovens e adultos em diversos projetos na área da cultura e valorização da arte. A conhecida Orquestra Pelicano, o Coral Pelicano, a Banda Marcial, o Grupo de Violeiros da AFRAPE e projetos de teatro, dança, fotografia e vídeo são promovidos de forma gratuita à comunidade. No total, são atendidas 238 pessoas, entre crianças, adolescentes e adultos.

Faça parte desta transformação

É possível tornar-se um colaborar direto da AFRAPE efetuando doações mensais mínimas de R$ 12 até quanto desejar. Basta entrar no site da Associação: http://www.afrape.org.br/doar.php e se cadastrar. Para mais informações: (14) 3813-3220.