Botucatu terá novo distrito industrial com cerca de 400 mil metros quadrados

Por DaCidade 01/11/2016 - 00:42 hs

Botucatu terá novo distrito industrial com cerca de 400 mil metros quadrados
Imagem divulgação

Na manhã desta segunda-feira (31), o prefeito João Cury Neto esteve na Câmara Municipal e entregou nas mãos do presidente André Rogério Barbosa (Curumim), o projeto que lei que trata da criação do Distrito Industrial IV. Também participaram do encontro o secretário municipal de Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Edison Baptistão e o assessor Daniel Lopes.

Localizado no km 257 da Rodovia Marechal Rondon, o novo distrito será implantado em uma área de quase 400 mil metros quadrados, ao lado do Distrito Industrial III, que foi comprada pelo município. O projeto prevê a criação de 140 lotes que ocuparão cerca de 220 mil metros quadrados. Cerca de 88 mil metros quadrados serão destinados a implantação do sistema e espaço semelhante será destinado à conservação de área verde.

O projeto já recebeu todas as aprovações dos órgãos competentes. Para o prefeito, a aprovação do projeto representará uma grande vitória para o município, que depois de quase 20 anos, disponibilizará uma nova área totalmente estruturada para receber novas empresas e gerar mais empregos. E ressalta o esforço financeiro que o município fez para adquirir a área e coloca-la à disposição para atrair novos investimentos.

Segundo Cury, assim que a Câmara aprovar o projeto, as máquinas estarão no local para iniciar a abertura das ruas do novo distrito. “Essa é uma grande vitória, fruto do trabalho comandando pela Secretaria de Desenvolvimento, mas que contou com apoio de diversas outras secretarias. Adquirimos essa área há alguns anos para construir um novo distrito e projetar uma nova fase da indústria em Botucatu. O último distrito data de 1998. Queremos dar oportunidade de expansão para as empresas que aqui já estão instaladas e atrair novas indústrias. Demorou um pouco porque não quisemos pular nenhuma etapa.

Fizemos com responsabilidade para ter certeza de que todas as etapas de um processo como esse fossem devidamente analisadas. E chegar ao dia de hoje e entregar nas mãos do vereador Curumim esse projeto tão sonhado. Será um legado que deixaremos para as novas gerações. O que estamos fazendo aqui é gerar oportunidade de emprego e renda para nossa população. O próximo governo terá que trabalhar para levar o gás para lá. Precisa melhorar a parte de energia, de água e esgoto. Inauguramos uma nova fase, mas ainda há muito trabalho a ser feito”, comenta Cury.

O presidente da Câmara disse que, cumprindo os prazos regimentais, fará o necessário para acelerar a tramitação e a votação do projeto. “Falando em nome da Mesa Diretora vamos dar o máximo de celeridade a esse processo por entender que se trata da renovação da esperança na geração de empregos na cidade de Botucatu. Essa área vai abrigar muitas empresas, novos investimentos que trarão oportunidades de trabalho para nossa população. Entendo que será possível apreciar o projeto dentro de poucas semanas”, afirma Curumim.

Para o secretário de Desenvolvimento, Edison Baptistão, o envio do projeto para votação dos vereadores é um sonho realizado. “O prefeito João Cury deixará um legado para a indústria de Botucatu. Encontramos várias pedras ao longo do caminho mas hoje o Distrito IV é uma realidade. Estamos deixando esse distrito com aprovação ambiental pronta e as empresas que lá se instalarão não terão necessidade de pedir o licenciamento ambiental que já está aprovado pela Cetesb. As empresas pedirão apenas as licenças de instalação e de operação. Essa é a grande função do município. Facilitar as coisas para que as empresas venham se instalar em Botucatu.

É um diferencial para ganhar competitividade em relação a outros municípios”. Baptistão acredita que cerca de 60% dos lotes serão ocupados rapidamente já que existem dezenas de empresas que já manifestaram interesse e assinaram cartas de intenção para se instalarem no novo distrito. “A infraestrutura será alocada de acordo com a demanda apresentada pelas empresas e isso será feito em parceria. O que nos conforta e tranquiliza é que o distrito é uma realidade. Podemos dormir com a consciência do dever cumprido”, finaliza.